Clipping 29/09 + Cultura

Terça Feira – 29 de setembro – O apresentador Cid Moreira, umas das pessoas mais imitadas do Brasil, assopra 88 velinhas.

E eu com isso?

A gente fica um tempão aqui falando sobre a situação econômica, dólar, austeridade, etc, e muita gente acaba pensando “e eu com isso? Não vou pra Miami mesmo..!”. Agora vamos pensar: a gente concorda que esse assunto pode ser meio chato, mas se tem tanta gente falando dele, então no mínimo importante ele deve ser, né? Se isso ainda não te convenceu de que as oscilações econômicas afetam a vida de todo mundo, se liga nessa notícia que saiu hoje de manhã: uma obra no Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) foi completamente paralisada e todas as 800 (oitocentas) pessoas que trabalhavam nela foram mandadas embora. As justificativas para a paralisação da obra foram os “insustentáveis impactos sobre o contrato, decorrentes da crise econômica e seus efeitos no câmbio”. Ou seja: a economia do Brasil tá uma merda, as coisas vão de mal a pior, o dólar sobe absurdamente e os contratos negociados nessa moeda se tornam insustentáveis, assim como os materiais e peças importadas de fora. No fim, o Seu Antônio que trabalhava lá no almoxarifado da obra recebeu um pé tamanho 42 na bunda por causa de dólar, economia, política e outros assuntos que ele achava menos relevante que o Ronaldinho Gaúcho saindo do Fluminense*. Em resumo: divulguem o Clip13 para seus amigos =)

*Se você ficou preocupado, sim, o Ronaldinho rescindiu sue contrato como Fluminense. Mas isso é problema do Diogo.

Desemprego

E falando em pés na bunda, o desemprego continua subindo, minha gente! De acordo com o resultado da pesquisa realizada pelo IBGE, no trimestre de maio a julho a taxa de desemprego bateu nos 8,6%, continuando sua triste escalada. Este é o maior valor desde que esta medição começou em 2012. Para se ter uma ideia, em comparação com o mesmo trimestre de 2014, houve um aumento de 26,6% na taxa de desemprego, o que significa que, em um ano, 1,8 milhão de pessoas a mais ficaram desempregadas, ajudando a compor o bolo de 8,6 milhões de pessoas sem emprego.

- concorrência: 8,6 milhões por vaga-

– concorrência: 8,6 milhões por vaga-

Guerra na TV

Quando o país está bem, a guerra na TV é entre Gugu e Faustão. Quando as coisas estão do jeito que estão, a guerra passa a ser entre Governo e Oposição. No horário nobre desta segunda feira (tá, eu sei que nenhum horário na segunda é nobre), o PSDB divulgou uma propaganda de 10 minutos (veja aqui), estrelando Aécio Snows, Efeagácê e Gerealdera Alckmin. Os três mosqueteiros botaram o dedo na ferida e fizeram caras e bocas para dizer que está na hora de o PT pagar por seus erros. E aí citaram a proposta de criação de CPMF, a perda do grau de investimento, o pedido do TSE para investigar as contas da campanha de Dilma, a análise do TCU sobre as pedaladas fiscais e mais um monte de coisas que nós já comentamos aqui (quase todos os dias).

-And the Oscar goes to... SNOWS!-

-And the Oscar goes to… SNOWS!-

Do outro lado do ringue, no red corner, o PT já está com sua resposta pronta. Na noite de hoje, o partido da estrela vai veicular sua propaganda política questionando os interesses dos políticos da oposição que tentam “desestabilizar o governo” (claro que eles preferem evitar a palavra impeachment). Na sua propaganda é perguntado se esses caras estão pensando no bem do país ou neles mesmos, e completa dizendo que ninguém garante um caminho mais seguro. Para completar, não podia faltar ele: o muso da estrela vermelha, Lula. O eterno molusco vem listar todas coisas boas que o partido fez nos últimos 12 anos na tentativa de diminuir a perda constante de (ex)petistas preocupados com a crise econômica.

-com voz de Bruce Buffer: "FIIIGHT out of the red corner"-

-com voz de Bruce Buffer: “FIIIGHT out of the red corner: Luis SQUIIIIIIID SilvaAAAA”-

Restaurant Week

Agora a notícia que todo gordinho estava esperando: se você mora em BH, Espírito Santo, Ribeirão Preto, Campinas, São Paulo ou Rio, aproveite que está rolando o Restaurant Week! Para quem não conhece, durante o período do evento, os restaurantes participantes oferecem menus com entrada, patro principal e sobremesa a um preço fixo (em São Paulo é R$ 42,90 no almoço e R$ 53,90 no jantar). É uma excelente oportunidade para conhecer lugares novos e experimentar coisas diferentes. Não percam! Consulte os restaurantes participantes e seus menus aqui

BH: de 14/09 a 04/10

ES: 21/09 a 04/10

Ribeirão: 28/09 a 18/10

Campinas: 28/09 a 18/10

São Paulo: 28/09 a 11/10

Rio: 28/09 a 18/10

 

Cultura

Série especial – As 13 Maiores Guerras (afinal, eles lutaram por alguma coisa, né?)

por Guilherme Rodrigues

 

A guerra do Paraguai

A América do Sul nunca ficou conhecida por grandes conflitos bélicos durante a história moderna, somente mesmo os massacres das colonizações contando com o genocídio das populações ameríndias. Porém, durante o século XIX, aqui perto mesmo do nosso território brasileiro houve um destes momentos sangrentos difíceis de se relatar sem tristeza e luto.

A guerra do Paraguai aconteceu entre dezembro de 1864 e o fim de 1870 e é considerada por historiadores como o maior conflito armado internacional da América do Sul. O Paraguai, desde de sua independência em 1811 (tardia como muitos países americanos), tinha uma política de isolamento de relações internacionais e afastamento de tentativas imperialistas de expansão – outro fator comum com a maioria dos países americanos já em tensões internas separatistas como o Brasil. Como o país não tinha acesso direto ao mar, a ditadura paraguaia desde José Gaspar Rodríguez de Francia até Francisco Solano López mantinham uma política de transformar latifúndios em propriedades do Estado, diversificando a economia e fortalecendo o comércio exterior. O Paraguai durante o século XIX era um dos países mais ricos da América do Sul pela sua força comercial do Rio da Prata.

image

A força comercial e o domínio paraguaio faziam barulho internacionalmente, em especial na Inglaterra, que dominava o comércio anteriormente na América. Nesta meio tempo, o Brasil, durante o império de D. Pedro II, vivia uma pequena tensão internacional contra o Uruguai e a Argentina pelo domínio e influência no Rio da Prata, enquanto, aparentemente, estava em diplomacia com o ditador López do Paraguai pelo uso do Rio Paraguai na fronteira do país com o Mato Grosso. Por causa dos conflitos entre Brasil e Uruguai, em 1864, o imperador brasileiro enviaria José Antônio Saraiva em missão ao Sul do continente para exigir pagamento do ditador uruguaio Atanasio Aguirre pelos danos da guerra. Saraiva não conseguiu nada, e o imperador Pedro II decidiu por bem descer o cacete nos uruguaios.

Por infelicidade brasileira, Aguirre era amiguinho de López do Paraguai, que não gostou na campanha brasileira no sul e decidiu retaliar e ajudar o uruguaios. Assim começava a guerra do Paraguai: o governo de López capturou em Assunção, no Rio Paraguai, um navio brasileiro chamado Marquês de Olinda e, não satisfeitos, atacaram a cidade de Dourados no Mato Grosso. Com novas pretensões, López comandou seu exército por avanços em direção ao Rio Grande do Sul, passando pela Argentina. Estas novas pretensões imperialistas paraguaias chamaram a atenção da Inglaterra, que decidiu, por bem, acabar com a festa. Os bretães apoiaram financeiramente o exército brasileiro a juntar-se com os argentinos e uruguaios para acabarem com o governo de López.

A guerra, que durou seis anos, foi um massacre para o país paraguaio, contando com diversos conflitos sangrentos. Notoriamente lembramos do Almirante Barroso e a batalha de Riachuelo (não a loja) que defendeu o Rio Grande do Sul, a batalha de Tuiuti, que deixou nada menos do que 10 mil mortos em campo de batalha em 1866. No lado das vitórias paraguaias, é bom lembrar que naquele mesmo ano de 1866, o exército brasileiro perderia a batalha de Curupaiti e os argentinos e uruguaios abandonariam o conflito pouco depois. Foi assim que Pedro II decidiu por bem apontar como novo comandante do exército o tal duque de Caxias, d. Luís Alves de Lima e Silva.

-Chupa essa manga-

-Chupa essa manga-

É sob seu comando que os brasileiros (com um belo financiamento inglês) derrotaram definitivamente os paraguaios matando o ditador López, que se recusou até o fim a se render, com sua mais famosa frase sendo dita logo antes de seu assassinato: ¡Muero con mi patria!

A morte de López determinaria o fim da guerra do Paraguai em 1870, um ano antes, o duque de Caxias teria dito que a ofensiva brasileira era uma carnificina. Os historiadores narram que o duque chegou a se demitir do exército, assim, os últimos avanços e mortes são atribuídos ao comando do conde d’Eu, marido da então princesa Isabel. O conflito de fato foi uma carnificina, que levou à morte de cerca de 80% da população paraguaia e a falência do projeto industrial do país. O endividamento paraguaio foi enorme e só veio a ser perdoado por Getúlio Vargas muito depois. Muitos estudiosos e historiadores concordam que a situação de pobreza e dificuldade paraguaias hoje podem ser explicadas pelo massacre sofrido no país no fim do século XIX, causado, em especial pelas forças brasileiras, mas que, no fundo, tinham um interesse econômico-imperialista europeu.

 

Esta é a 7ª edição de uma série especial sobre as 13 Maiores Guerras (Afinal eles lutaram por algum motivo, né?). Confira as edições anteriores nos links abaixo!

Na semana que vem: A Guerra do Paraguai

 

  1. Guerra de Troia
  2. Termópilas – Os 300 de Esparta
  3. Alexandre, o grande
  4. As Cruzadas
  5. A Guerra dos 100 anos
  6. As Guerras Napoleônicas
  7. A Guerra Civil Americana

 

Guilherme Rodrigues é Corinthiano, mas mesmo assim estudou no ensino superior e é professor de língua portuguesa e literatura, e ainda curte apreciar uma arte por aí. Escreve para o Clip13 toda terça.

 

 Momento Relax

bizarrock-in-rio

Gostou e quer receber os próximos clippings?

Cadastre seu email em nosso Blog – http://www.clip13.wordpress.com

Curta nossa página no Facebook – facebook.com/cliptreze

Nos siga no Twitter – @Cliptreze

Ou mande um email para noticias.clip13@gmail.com !

O Clip13 é uma ferramenta para divulgar as notícias de forma rápida e divertida. Para maiores detalhes ou para conferir a fonte de cada notícia, basta clicar no título e você será redirecionado para a página original. Crédito das imagens: 12345

Anúncios

Deixe seu comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s