Clipping 30/09 + Mercadão

Quarta Feira – 30 de setembro – Durval de Lima, mais conhecido como Xororó, pai de Sandyjúnior, assopra 58 velinhas. Há um ano o Orkut era desativado.

 

Dança das Cadeiras

Como já falamos algumas vezes aqui no Clipping, Dilmão está planejando uma reforma nos ministérios. A ideia principal é dar uma reduzida no número de ministérios, incorporando algumas pastas a outras maiores e, com isso, tornar a máquina pública mais eficiente e mais barata. Tudo lindo. Mas, no fundo, esta reforma também vai servir para Dilmão conseguir um fôlego político, dando agrados no formato de ministérios a pessoas e partidos importantes. Ainda não temos o anúncio oficial de tudo que será alterado (isso deve sair amanhã), mas hoje saiu a notícia que Aloízio Mercadante, bigode clássico do PT, deixará a Casa Civil (está muito desgastado por lá) para assumir o ministério da Educação (cadeira que ocupou por 2 anos). Agora vem a dança: no lugar de Mercadante, entra Jaques Wagner (PT) na Casa Civil. Só que Jaques é o atual Ministro da Defesa. Então, no seu lugar, ficará Aldo Rebelo (PC do B). Só que Aldo é o atual ministro da Ciência e Tecnologia, então essa cadeira será ocupada por uma bunda ainda não identificada. Ah, e o atual ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro deverá engrossar a lista dos desempregados quando ele for substituído por Mercadante.

-"Merca, você vai pra lá e não me enche o saco"-

-“Merca, você vai pra lá e não me enche o saco”-

Dois Dígitos

Saiu mais uma pesquisa de popularidade do governo de Dilma (a gente tava com saudade delas!) e o resultado continua bem ruim pra nossa presida. Dessa vez quem fez a pesquisa foi o IBOPE a pedido da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Então vamos aos resultados: 69% consideram o governo ruim ou péssimo, 21% consideram o governo regular e 10% consideram o governo bom ou ótimo. Como diz o velho ditado, “mais vale pouca merda que merda nenhuma” (acabei de inventar), o governo deve estar levemente mais aliviado, já que, pelo menos, saiu da categoria “apenas um dígito de aprovação”. Claro que a situação está muuuito longe de estar boa e 10% continua sendo um resultado vergonhoso.

CC

Depois de os lobistas Fernando Baiano e João Augusto Henriques alegarem em delação premiada que haviam aberto contas na Suiça para pagamento de propinas a Eduardo Cunha, a galera do mal da Operação Lava Jato fez um pente fino nessas contas e identificou uma que poderia estar relacionada a estas denúncias. Hoje o Ministério Público da Suíça bloqueou esta conta que teria como beneficiário Eduardo Cunha e disse que até amanhã divulga maiores informações sobre o caso. Tamo no aguarde!

Ele voltou! Depois de um longo e tenebroso inverno, nosso querido Ian está de volta! E nada melhor para recuperar o tempo perdido que fazer um review dos principais assuntos que rolaram durante o escuro período de sua ausência! Então, vamos lá!

Mercadão

por Ian Carlos

Fala Galere!

Depois de um tempo afastado para colocar em ordem umas questões pessoais, estou voltando às minhas atividades semanais aqui no Clip13 sempre tentando abordar os assuntos mais interessantes e pertinentes dos últimos dias. Fiquem à vontade para críticas, dúvidas sugestões e etc! =)

Gostaria de usar o espaço da coluna de hoje para rever dois pontos importantes que aconteceram nas últimas semanas (e que vocês devem estar acompanhando) que são: alta do dólar e rebaixamento do rating do Brasil. O objetivo é que ao fim da coluna, vocês entendam como essas duas notícias conversam entre si, ok?

Alta do Dólar

A primeira coisa que precisamos entender quando falamos da alta do dólar é que não estamos falando isoladamente da relação com o real, pois o dólar está subindo diante todas as moedas do mundo. Por isso, às vezes precisamos segurar o reggae na hora de sentar a lenha no nosso governo, pois é uma tendência mundial. A grande questão é que a variação percentual do dólar em relação ao real é a maior se comparado com outras moedas (agora já pode sentar a lenha).

O que faz o valor do dólar subir (ou de qualquer ativo/produto) é a relação oferta x demanda. Como há muita incerteza nos mercados mundiais, os investidores correm para comprar dólar para se defender (aumenta-se a demanda), pois se trata de uma moeda estável de uma das economias mais sólidas do mundo (EUA). O problema é que no Brasil, diferentemente de muitos outros lugares, não vivemos uma crise econômica, apenas, mas política. Isso faz com que a alta do dólar seja ainda maior devido às incertezas (palavra chave, anota que cai na prova).

Veja abaixo como o dólar se comportou nos últimos doze meses em relação às moedas de países do MERCOSUL, BRICS, EURO e até mesmo outros países que usam seus próprios dólares:

c1

Interessante observar como em um país de intensa intervenção governamental como a China, o câmbio mostra um gráfico estranho e totalmente não natural. Isso é fruto do governo segurando artificialmente o valor da moeda. Todos fazem isso, mas na China a coisa é mais tensa.

Rebaixamento do Rating

Já estou um pouco atrasado com relação a noticia do rebaixamento do rating, mas há um ponto importante para salientar. Temos três grandes agências que dão notas aos países: Moody’s, S&P e Fitch. Embora tenham suas características próprias, as três agências classificam os países (e empresas) em “nível de investimento” e “abaixo do nível de investimento” (junk, lixo). O que aconteceu recentemente é que a S&P tirou o grau de investimento do Brasil.

Para que os fundos internacionais possam investir (e manter) o dinheiro no Brasil, eles precisam de pelo menos duas das três agências (o que é o caso). Se a Moody’s tirar mais um ponto do Brasil, nós passamos a ter duas agências que nos consideram junk (lembrando que a Moody’s já deixou claro que temos Perspectiva Negativa).

Quanto à Fitch, o diretor geral no Brasil, Rafael Guedes, fez um pronunciamento levemente assustador nessa segunda feira, quando lembrou que a agência não costuma, mas já fez ajustes de “dois degraus” de uma só vez. Basicamente alertando o mercado de que se o ajuste vier (e virá) podemos ir de BBB para BB+ perdendo duas notas em uma tacada só. Por fim, ficou claro que a agência irá rebaixar pelo menos uma nota já que a perspectiva já é negativa.

c2

A treta entre as duas notícias

Como eu disse, o dólar está em tendência de alta, pois há uma fuga de capital para um porto seguro. No Brasil, o cenário de incerteza política piora ainda mais a situação.

Se tivermos uma segunda agência sinalizando que o Brasil não tem o nível de investimento, diversos fundos internacionais (como fundos de pensão) serão obrigados a retirar o dinheiro do Brasil imediatamente sem pestanejar. Isso contribuirá ainda mais para a fuga do capital.

Em resumo, se perdermos o grau de investimento de outra agência, prepare-se para o dólar nos quatro e lá vai pedrada.

c3

Ian Carlos é assessor de investimentos. Faz números e porcentagens parecerem interessantes na coluna Mercadão que escreve para o Clip13 toda quarta.

Gostou e quer receber os próximos clippings?

Cadastre seu email em nosso Blog – http://www.clip13.wordpress.com

Curta nossa página no Facebook – facebook.com/cliptreze

Nos siga no Twitter – @Cliptreze

Ou mande um email para noticias.clip13@gmail.com !

O Clip13 é uma ferramenta para divulgar as notícias de forma rápida e divertida. Para maiores detalhes ou para conferir a fonte de cada notícia, basta clicar no título e você será redirecionado para a página original. Crédito das imagens: 12

Anúncios

Deixe seu comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s